22 dezembro 2017

Ler em inglês é superar as barreiras da sua mente


Motivada por uma vaga em um estágio de verão aqui em Portugal resolvi melhorar o meu inglês e focar nos estudos para poder falar fluentemente e não apenas escrever “inglês avançado” no meu currículo sem conseguir completar uma frase sem gaguejar. Foi assim que decidi me dedicar 2 horas por dia em estudar esta língua e obtive resultados inesperados.

Eu nunca pensei que fosse aprender muito mais do que vocabulário e gramática lendo em inglês. Para mim estudar esta língua sempre foi um desafio, porque desde pequena faço cursos e não consigo me expressar e falar fluentemente como gostaria. 

Assistia séries e filmes com legendas em português e não fazia a menor questão de tentar entender as músicas que ouvia diariamente na rádio. Até que vi muitos colegas escrevendo e falando inglês fluentemente sem nunca ter saído do Brasil e pensei:
“Ah, cara. Se eles podem, eu também posso.”
Perguntei o segredo e alguns me ensinaram a treinar ouvindo vídeos no Youtube, outros falaram sobre praticar jogando vídeo game e os mais apaixonados e loucos me disseram para tentar ler em inglês. Como assim? Ler em inglês não vai me ajudar a falar, pensei. Estava enganada. É claro que eu pratico a língua lendo, ouvindo, compreendendo e falando com amigos que tem mais fluência do que eu, mas a leitura se mostrou muito mais interessante e completa do que eu imaginava.


Diariamente, eu escolho um livro com uma temática atrativa e leio vários trechos em voz alta. Isso mesmo, eu fico conversando em inglês sozinha na sala e isso me ajudou a compreender melhor o que eu estava lendo e a perder um pouco da vergonha. Eu não conseguia falar em inglês, porque tinha medo de errar muito e as pessoas me acharem ignorante demais. Bobeira, mas a minha mente se fechava e eu travava bastante. Eu queria falar, mas não saia nada da minha boca.

Lendo diversos livros a minha mente se acostumou com outra língua e em pouco tempo adquiri um ritmo de leitura muito bom e percebi que estava introduzindo várias palavras em inglês no meu cotidiano. Eu estava pensando em inglês e me expressando sem nem perceber!

Para complementar o meu treinamento, eu ouço 2 TEDX sem legenda no Youtube por dia com assuntos variados e me forço a compreender o maior número de palavras possível. Por que faço isso? Porque antes eu estudava mexendo no Facebook, no Twitter e não assimilava nada, mas achava que estava arrasando. No final o vídeo terminava, a hora passava e eu não sabia falar sobre o que tinha assistido. 


Portanto, se você quer mesmo ser fluente em uma língua foque nos estudos e preste atenção no que você está fazendo. Não deixe o seu cérebro te boicotar e te levar para Nárnia durante os momentos de estudo, porque ele vai fazer isto o tempo todo, principalmente se você for como o meu antigo eu que adorava procrastinar mexendo nas redes sociais. Eu tive que mudar meus hábitos, não foi fácil, mas com treinamento e dedicação você consegue se desconectar e entra em um mundo novo de aprendizado e conhecimento. O prazer de entender e ouvir em inglês é muito maior do que eu imaginava.

Não tenha medo de aprender inglês e de falar.Não tenha medo de errar.Ele não morde, ele é bonzinho e quando você terminar de ler um livro a sensação de satisfação será tão grande que você vai virar fã de carteirinha da sessão de livros estrangeiros da livraria.



Para terminar deixo uma dica maravilhosa! O leitor de livros da Amazon, o kindle, atualizou para uma versão que te permite selecionar as palavras em inglês que você não sabe e ver o significado na hora. Muito prático e ajuda bastante a mente porque o dicionário também é em inglês. Leiam, ouçam, e conversem bastante!

Para quem não tem um Kindle, vale a pena ficar de olho no site Cupom Valido que sempre tem cupons para livros e até alguns modelos de Kindle!

Beijinhos, 




Nenhum comentário

Postar um comentário

© AUTORA CAROL ESTRELLA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por