01 abril 2017

Parece mentira, mas é verdade!


Parece mentira, mas tem gente morrendo nas filas dos hospitais enquanto tem pessoas disputando convites de festas fenomenais.

Parece mentira, mas tem gente jogando comida fora enquanto tem gente revirando o lixo atrás de um pouco dignidade.

Parece mentira, mas tem idosos jogados nas ruas e nos asilos enquanto tem gente brigando na internet porque o casal do Big Brother fez sexo debaixo dos edredons.



Parece mentira, mas tem gente adulterando carne e leite e dando para crianças comerem como se fosse o melhor alimento do mundo.

Parece mentira, mas tem gente que prefere humilhar o outro a ajudar. Prefere se lamentar, a dar uma palavra amiga para um parente doente, um amigo desempregado, um amigo depressivo.

Parece mentira, mas tem gente que zomba de pessoas que sofrem depressão enquanto se afogam na bebida e na comida em busca de algum conforto na vida.

Parece mentira, mas tem gente que prefere acusar a mulher que foi abusada em vez de estender a mão e dar carinho.

Parece mentira, mas tem gente que vê os problemas, mas prefere tomar a cervejinha de cada dia para continuar entorpecido nas ideias. Prefere ficar cego a buscar algo novo, a ter empatia pelo outro.

Parece mentira, mas tem gente que acusa os governantes de "bandidos" e sente orgulho do "gatonet" que instalou em casa. Se eles podem, eu também posso.

Parece mentira, mas tem gente que defende governantes que moram em mansões enquanto tem gente morrendo de bala perdida, enquanto tem gente passando fome. Será defender uma ideologia política é mais importante do que ajudar quem precisa? Do que estender a mão para uma criança de rua?

Não só fome de comida. Fome de cultura, de livros, de conhecimento. A ignorancia é  um dos piores inimigos do homem e é exatamente isso que os nossos governantes querem de você. Não querem te ver declamando poemas, querem te na rua lutando por um emprego com um salário que não paga nem o seu aluguel.

Parece mentira, mas tem gente que vai ler este texto, vai refletir por alguns minutos e vai seguir a vida como se nada tivesse acontecendo.

PORÉM,

É verdade que tem gente ajudando quem precisa e até quem acha que não precisa.

Tem gente estendendo as mãos para idosos e crianças abandonadas.

Tem gente criando grupos no facebook de ajuda para ajudar na violência contra mulher, mesmo ouvindo piadas de que o feminismo é uma besteira. Independente de ser ou não, temos que ajudar as mulheres que sofrem com isso.

Tem gente depressiva criando grupos para ajudar outros depressivos a saírem do buraco. Por mais nebuloso que seja este assunto é melhor oferecer a mão do que se encher de remédios e reclamar que os outros são doentes enquanto a sua cabeça está em frangalhos. 

Tem gente distribuindo amor enquanto tem gente que faz questão de disseminar o ódio.

No dia da mentira, eu deixo essa reflexão e convido a todos a pensarem sobre a vida.

O que você está fazendo aqui?

Beijos,







Nenhum comentário

Postar um comentário

© AUTORA CAROL ESTRELLA- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por